Tudo sobre cartão de crédito PJ: o que é, vantagens e como controlar

Início » Gestão de Despesas » Tudo sobre cartão de crédito PJ: o que é, vantagens e como controlar
6 minutos de leitura

É bastante comum confundir o cartão de crédito PJ com o cartão de crédito empresarial ou corporativo.

Porém, apesar de parecerem apenas sinônimos para uma mesma ferramenta e funcionarem da mesma forma, o cartão de crédito PJ possui finalidade diferente do cartão de crédito empresarial. 

Veremos a seguir o que é cartão de crédito PJ, como fazer um cartão de crédito com CNPJ, as vantagens e desvantagens. Confira também como controlar os gastos com o cartão de crédito de pessoa jurídica. 

O que é um cartão de crédito corporativo?

O cartão de crédito corporativo, de maneira simplificada, é um cartão de crédito para empresas utilizarem com seus funcionários para custear despesas à trabalho. 

Assim como os cartões de pessoa física, o cartão de crédito corporativo/empresarial, costuma:

  • Ter taxa de anuidade (isenta em alguns casos);
  • Ter limites de compras;
  • Pode ser escolhido na modalidade nacional ou internacional

No entanto, um cartão de crédito corporativo possui vantagens exclusivas para empresas. Além disso, pode-se optar pela modalidade pré-pago ou pós-pago. 

No cartão pré-pago é depositado um determinado valor para que o colaborador possa usufruir.

Já o cartão corporativo pós-pago funciona como um cartão de crédito comum de pessoa física. Ou seja, o colaborador faz suas compras na função crédito e, posteriormente, a fatura chega na empresa para pagamento.

O que é e como funciona o cartão de crédito PJ?

Assim como a conta bancária PJ, um cartão de crédito PJ, também é destinado exclusivamente para pessoas jurídicas. 

A grande diferença entre o cartão de crédito para empresas e o cartão corporativo/empresarial é que o primeiro tem:

  • A empresa como titular do cartão;
  • Deve ser necessariamente vinculado a uma conta PJ;
  • Serve para desvincular as despesas da empresa das despesas particulares de seus fundadores.

Já o cartão corporativo/empresarial, como dissemos anteriormente, tem a finalidade de ser utilizado pelos colaboradores da empresa para custear seus gastos à trabalho, de forma alternativa ao método de adiantamento ou reembolso de despesas.

O cartão de crédito para empresa com CNPJ costuma ter taxas de juros menores e maiores limites de crédito do que cartões de crédito de pessoa física. 

Além disso, são diversos os tipos de cartão de crédito para PJ no mercado e assim, há variedade de benefícios oferecidos para empresas. 

Assim como o cartão corporativo/empresarial, o funcionamento do cartão PJ depende se ele é pós-pago ou pré-pago, como destacamos acima. 

Para ter um cartão de crédito PJ é necessário que você tenha um CNPJ, ou seja, é preciso que a empresa seja formalizada.

Dessa forma, podem ter um cartão de crédito para CNPJ as pessoas jurídicas que vão de MEI a grandes empresas.

Tem como fazer um cartão de crédito com CNPJ?

Sim, tem como fazer um cartão com CNPJ. 

Ter um cartão de crédito CNPJ é ideal para não misturar gastos pessoais e empresariais. 

Veja abaixo os passos essenciais para solicitar cartão de crédito para pessoa jurídica. 

1. Defina suas necessidades em relação ao cartão de crédito

Primeiramente, você deve conhecer e definir as suas necessidades em relação ao cartão de crédito pelo CNPJ. Pense sobre:

  • Para que o cartão de crédito PJ será usado? Quais pagamentos corporativos serão feitos com o cartão de crédito da empresa? 
  • Quem usará o cartão de crédito PJ? Você precisará de cartões de crédito adicionais?
  • Quanto é a previsão de gastos com o cartão de crédito PJ? Quanto de limite você precisa?
  • Ele será usado para compras internacionais?
  • Quais benefícios seriam interessantes para a sua empresa? Programa de pontos? Facilities em viagens corporativas? 
Veja também:  Integração de sistemas: vantagem ou desvantagem?

2. Pesquise as opções no mercado

Antes de pedir cartão com CNPJ, você precisa conhecer as opções disponíveis. 

Um cartão de crédito PJ pode ser feito em bancos tradicionais, emissoras de cartão de crédito e fintechs. 

Normalmente as fintechs possuem mais flexibilidade na solicitação e aprovação de crédito em cartão para CNPJ. Além disso, possuem um processo menos burocrático. 

A pesquisa de um cartão ideal para a sua empresa, no entanto, deve ser conduzida conforme as suas necessidades. 

Você poderá ter vantagens exclusivas, tanto do emissor, quanto da bandeira escolhida.

3. Solicite atendimento de um consultor

São muitas opções de cartão de crédito PJ no mercado. 

Solicitar auxílio de consultores comerciais nessas empresas pode te ajudar a tirar dúvidas e encontrar o cartão ideal para suas necessidades.

Além disso, eles saberão te informar os documentos necessários para fazer cartão de crédito de pessoa jurídica. 

4. Separe os documentos necessários para a solicitação

Ao escolher o cartão de crédito PJ, você irá solicitá-lo na empresa escolhida, que fará uma análise da sua demanda. 

A lista de documentos necessários para a emissão do cartão de crédito PJ varia conforme a empresa. No entanto, alguns documentos que podem ser solicitados são:

  • Registro de firma individual;
  • Contrato Social;
  • Declaração simplificada ou DIPJ;
  • Demonstrativo dos débitos consolidados e extrato da conta REFIS do último exercício;
  • Imposto de Renda de Pessoa Física dos sócios;
  • RG e CPF dos sócios e dirigentes;
  • Comprovante de residência dos sócios e dirigentes;
  • Certidão Conjunta de Débitos, Relativos a Tributos Federais,
  • Certidão de Dívida Ativa da União ou mesmo de Certidão Conjunta Positiva, com Efeitos de Negativa de Débitos relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União;
  • CND – Certidão Negativa de Débito (Previdenciária), expedida pela Secretaria da Receita Federal,
  • Certificado de Regularidade do FGTS.

Quais as vantagens de um cartão de crédito PJ?

As vantagens de ter um cartão de crédito PJ são diversas, incluindo as vantagens de ter um cartão corporativo, como:

  • Separar gastos pessoais de gastos da empresa;
  • Melhorar a centralização das contas;
  • Simplifica os gastos em viagens a trabalho;
  • Melhorar o controle financeiro, em tempo real dos gastos;
  • Facilitar a conciliação contábil;
  • Comprar parcelado.

Outras vantagens de um cartão de crédito PJ são:

  • Taxas de juros mais baixas;
  • Limites de créditos mais altos do que de pessoas físicas;
  • Benefícios voltados para empresas, como programas de vantagens.

Para ter um cartão de crédito PJ é necessário ter uma conta PJ. A conta PJ pode ser aberta em bancos tradicionais e em fintechs.

Veja também:  3 passos para melhorar o controle em viagens corporativas: despesas pessoais

Com o avanço da tecnologia, uma conta PJ pode ser aberta completamente online, o que facilita a sua abertura. No entanto, para obter um cartão de crédito PJ é necessário passar por uma etapa de aprovação de crédito. 

Assim, uma desvantagem do cartão de crédito PJ é a burocracia envolvida na aprovação de crédito. Você pode levar certo tempo até conseguir o limite que precisa. 

Felizmente, é possível driblar essa desvantagem optando por um cartão de crédito corporativo pré-pago

Uma das principais vantagens de cartão pré-pago para empresas é garantir as mesmas vantagens do cartão corporativo tradicional, mas sem precisar passar por aprovação de limite de crédito. 

Outra desvantagem do cartão de crédito PJ é a facilidade de gastar demais. Esse é o caso de possuir um limite maior do que você pode gastar e não controlar bem os gastos do cartão. 

Para superar essa desvantagem, é necessário controlar os gastos do cartão de crédito corporativo. Além disso, um cartão de crédito pré-pago também pode oferecer melhor controle financeiro.

Como controlar os gastos com cartão de crédito PJ?

Controlar os gastos com o cartão de crédito PJ é essencial para a saúde financeira da empresa. Veja abaixo algumas dicas importantes!

1. Política de uso do cartão de crédito PJ

Nela devem ser definidas as regras para uso do cartão corporativo

Por exemplo, quais são os gastos com cartão de crédito PJ permitidos, quem pode utilizá-lo e o limite de gastos com o cartão PJ por trabalhador ou centro de custo

2. Prestação de contas

É essencial um processo de prestação de contas bem estabelecido. 

O processo de prestação de contas serve para comprovar se o gasto no cartão de crédito PJ está dentro das regras pré-estabelecidas. 

Apenas acompanhando a fatura, não é possível ter detalhes sobre as despesas. Por isso, prestar contas continua sendo essencial.

3. Conciliação bancária

A conciliação bancária é uma prática de gestão que consiste em comparar todas as movimentações do extrato bancário da empresa com o controle financeiro interno. 

É essencial para o garantir que a empresa terá capital disponível para cumprir suas obrigações e para o controle de fraudes.

4. Tecnologias

As tecnologias podem facilitar diversos processos de controle de gastos de cartão de crédito PJ. 

Por exemplo, tecnologias antifraude, como o Hórus do VExpenses, consegue detectar desde itens proibidos presentes na notinha fiscal, até o uso de uma mesma nota fiscal como comprovante de mais de uma despesa diferente.

Apps de gestão de despesas corporativas como o VExpenses, por sua vez, automatizam o processo de prestação de contas – tornando-o prático desde o preenchimento à aprovação de relatórios de despesas.

E aí, conseguiu entender as diferenças entre o cartão de crédito PJ e o cartão de crédito corporativo/empresarial? Se ficou alguma dúvida, deixe nos comentários que iremos te ajudar!

Inscreva-se em nossa newsletter e acompanhe nossas redes sociais para ter acesso a mais conteúdos como este!

Carolina Crumo


Apaixonada por marketing e por aprender e poder compartilhar conteúdos que engajam e informam. Sou parte do time VExpenses e ajudo a construir um mundo mais empático através de soluções financeiras.

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.